Na padoca e no shopping

Desde a semana passada, o chope alemão Krombacher Pils pode ser encontrado em dois endereços na cidade de São Paulo: na megapadaria Tortula e na Cervejaria Munique, que fica no Shopping Center Norte.
A marca Krombacher, aliás, há cinco anos é líder de vendas na Alemanha, segundo a consultoria AC Nielsen. Esse feito não é pouca coisa, se lembrarmos que em cada cidadezinha daquele país há uma marca diferente e que os rótulos de uma determinada região raramente cruzam a divisa para chegar aos bares e aos supermercados de outra. Estima-se que existam 5 mil cervejarias em toda a Alemanha.
Torço para que cada vez mais marcas como essa cheguem por aqui. Já temos boa oferta, se compararmos com o que havia cinco anos atrás, mas ainda pagamos caro pela maior parte delas. Mas esse assunto é tema para outro post.
Quem primeiro me falou da Krombacher, uns cinco anos atrás, foi o Cassio Piccolo, um dos donos do bar Frangó, em São Paulo, e talvez o maior degustador de cerveja vivo do Brasil.
Em 2005, lembrei da dica e provei o chope Krombacher em Colônia, cidade que é berço das cervejas do tipo kölsch. Krombach, cidade onde é fabricada a Krombacher, fica perto dali, no estado da Westfália, no que seria o centro-oeste da Alemanha. Em 2006, a Krombacher Pils de garrafa começou a chegar ao Brasil.
A região onde está a fábrica da Krombacher, próxima às montanhas de Rothaar, é repleta de florestas e vales cortados por rios. Além de ter uma bonita paisagem e de ser um dos mais importantes pontos de observação de pássaros na Europa, ali há nascentes de água com baixo teor de minerais.
A nascente da Krombacher Pils é uma delas e a pureza de sua água é uma das razões do sabor suave e leve amargor. Outra razão é o lúpulo usado em sua fabricação, cultivado na área de Hallertau, na Bavária.
Abre parênteses: o lúpulo é um dos quatro ingredientes da receita de uma cerveja produzida de acordo com a lei de pureza alemã, criada em 1516. É o responsável justamente pelo amargor, por manter a espuma estável, pelo aroma e por conservar a qualidade da bebida. Os outros dois ingredientes – já falamos também da água – são o malte e o fermento. Fecha parênteses.
No caso da Krombacher, seu malte é 100% de cevada, colhida duas vezes no verão. E o fermento é resultado de levedura jovem, cultivada pelos próprios mestres-cervejeiros locais. A versão Pils tem 4,8% de teor alcoólico. Nos dois endereços, o copo de 200 ml é vendido a R$ 4,90.
Enquanto a chuva não passa, considere a possibilidade de provar num dia de calor.
Cervejaria Munique. Shopping Center Norte, tel. (11) 6222-2126.
Tortula. Avenida Santo Amaro, 4 371, Brooklin, tel. (11) 5041-6680.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s