A mercearia é do francês. Já os vinhos…

Foto: Renata Ursaia

A Mercearia do Francês tem localização privilegiada: fica em uma das esquinas charmosas, porque arborizadas, do bairro de Higienópolis, no encontro das ruas Pará e Itacolomi.

Direto ao ponto, é um ótimo lugar para ir a dois e passar horas ali conversando e namorando.

Tem três ambientes, que avançam pela rua Pará: no meio, um salão fechado ladeado por dois terraços. Num deles há uma miniatura da Torre Eiffel. O outro, mais aconchegante, é separado do passeio por uma mureta e, se não me engano, algumas floreiras.

Ontem cheguei por lá às 21h e acomodei-me justamente nesse último espaço, próximo da esquina. Havia duas mesas vazias, as outras eram ocupadas por um grupo de mulheres de meia-idade – reclamando dos homens, é claro – e ainda por casais.

Pedi um croque madame (R$ 18,00), que veio acompanhado de uma bem-temperada saladinha. Assim que ele chegou à mesa, bateu uma baita nostalgia daquela pracinha em Montmartre, Paris, em que caricaturistas ficam desenhando turistas, com bistrozinhos e bares em volta.

É um ponto turístico mas, que isso importa?, estamos falando de Paris.

Até aí, tudo bem.

Mas quando pedi a carta de vinhos, para ver alguma opção de taça, que decepção… Havia treze e caras sugestões, sendo quatro de espumantes, dois brancos e um rosé. Pedi um tinto, na verdade o mais barato, um tannat uruguaio que me custou R$ 32,00 o decantador de 500 ml.

Entre a carta de garrafas, eram dez franceses (R$ 55,00 a R$ 464,00), dez argentinos, nove chilenos, sete espanhóis (R$ 53,00 a R$ 392,00) e seis italianos.

Acho que a montagem da carta está um tanto equivocada, deveria haver mais opções de franceses e com um preço mais acessível.

É óbvio que o vinho não fez a melhor das harmonizações com o croque madame, mas eu queria tomar uma ou duas taças, pelo simples prazer de imaginar que, naquelas duas horas, eu estava em Paris.

Mercearia do Francês. Rua Itacolomi, 636, Higienópolis, tel. (11) 3214-1295.

3 thoughts on “A mercearia é do francês. Já os vinhos…

  1. nao acho que um restaurante francês tenha que ter mais rótulos franceses. Se a lógica fosse essa, só haveria vinho brasileiro no DOM – má idéia, hein?… de todas as maneiras, para um croque madame, um branco vai mil vezes melhor, vamo combiná…

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s