O melhor chope não é o do Pingüim

Lembro-me bem da primeira vez na qual estive no Pingüim: dia 30 de junho de 1999, uma quarta-feira. Era estréia de Ronaldinho Gaúcho na Seleção, durante uma Copa América. Ele faria um dos gols do 7 a 0 contra a Venezuela. Golaço, aliás, depois de chapelar um zagueiro.

Eu estava em Ribeirão Preto a trabalho, como repórter da Playboy, para visitar o campus local da USP. O hotel em que me hospedei ficava a duas quadras do bar e, como eu estava sozinho, decidi assistir à partida em companhia do mítico chope.

Não me lembro de quantas tulipas tomei naquela noite, mas certamente foram mais que o número de gols brasileiros.

No fim de semana passado voltei a Ribeirão Preto para um casamento. Saí de São Paulo pouco antes do almoço e a boa média de velocidade na estrada permitiu que eu chegasse à cidade antes das 4 da tarde – a tempo, portanto, de rever o Pingüim, já que o casório seria somente às 8.

Quando entrei no bar, uma mesa bem no centro do salão, era a única disponível. Meio que não acreditei, mas a melhor mesa, redonda, imensa, cercada por quatro cadeiras e um sofá de couro verde, a mais bem localizada, estava à minha espera. A mesa da diretoria, saca?

Assim que me acomodei, comecei a re-reconhecer o ambiente. Nas outras mesas havia gente da terra, turistas, todos conversando e bebendo.

Comecei a olhar para a decoração e lembrar de histórias – seriam lendas? – que diziam que uma serpentina saía diretamente da fábrica da Antarctica para o Pingüim, o que garantiria sempre a qualidade da bebida.

O garçom trouxe a primeira rodada. E veio a segunda, a terceira, até que ele solta à minha frente um copo cujo líquido parecia ter mais gás que uma bexiga. Estranhei, pedi para trocar, mas o estrago já estava feito.

Na verdade aquele chope ruim serviu para que eu desacreditasse o mito de que o chope do Pingüim é o melhor de todos. Se era há nove anos, quando lá estive, não me lembro mas custo acreditar que era. Se assim foi no passado, má sorte a minha que não pude experimentá-lo nos bons tempos.

Ainda assim, naquele momento compreendi que “tomar um chope no Pingüim” é mais legal, é melhor que “o chope do Pingüim”.

Se aquele quarto copo estava gasoso demais, os três anteriores não faziam feio, mas a espuma nem se comparava ao creme que é a do chope do Original, ou do Amigo Leal, por exemplo.

O chope do Pingüim é um bom chope, assim como o Ronaldinho Gaúcho provou ser um bom jogador. Craque, infelizmente, ele não é.

Pingüim. Rua General Osório, 389, Centro, tel. (16) 3610-8258.
Advertisements

22 thoughts on “O melhor chope não é o do Pingüim

  1. Tá, aceitar que o Pingüim é hoje mais uma lenda urbana, vá lá. Mas o Ronaldinho Gaúcho? Tsc tsc…Brincadeiras a parte, perfeito retrato do mais conhecido (e acho que único) ponto turístico da cidade.De um ribeirãopretano bem pouco saudosista,Alê Salvador

    Like

  2. Ol�!Acho que vc tem raz�o ao se referir ao chopp do pinguim. Ali�s, j� h� uns 3 anos que a propaganda vinculada na r�dio aponta que o melhor chopp de Ribeir�o mudou de bar.H� anos atr�s, a combina�o chopp do Pinguim + calor de Ribeir�o era imbat�vel. Gosto de ler seus coment�rios. E confesso que me deu uma baita vontade de experimentar o churrasco do Peru�s, oq ue vou fazer com certeza quando for a SP.Abra�os

    Like

  3. Miguel,Concordo com você totalmente, o Chopp do Pinguim já não é mais o mesmo, porém para nossa felicidade que moramos em São Paulo, o do Amigo Leal continua fantástico, assimm como seus Pastéis e Bolinhos de carne.

    Like

  4. Miguel,concordo que o chope do Pingüim deixou de superar as expectativas há algum tempo, mas a localização é ótima. Contudo, existe uma explicação: a fábrica da Antarctica saiu de Ribeirão Preto há mais de cinco anos, na administração Palocci, que não aceitou rever os incentivos fiscais para que a fábrica ali ficasse e ela saiu do Estado de SP. Toda a região onde uma vez foi a fábrica virou uma grande carcaça de galpões, como era a Barra Funda.

    Like

  5. Augusto, bem lembrado.Acredito que O famoso chopp nós não tomamos. Aquele da lenda.Miguel, sábado passado estava no Pinguim, porém por volta das 11:00h. Sentado com um casal de amigos e meu pai.Estou em São Paulo há 3 anos e… com certeza, a grande parte do chopp Brahma daqui é `melhor` do que o atual chopp do Pinguim.ps: coincidentemente fui pra Ribeirão para ir a um casamento tb.

    Like

  6. É verdade!Estive lá semana retrasada depois de 27 anos, e confesso que fiquei meio decepcionado com o chope, inclusive com relação à sua temperatura, um tanto acima da ideal.Sua porção de carne-seca, segundo o garçom uma das mais pedidas, também não me comoveu. Diria que estava boa, só.Há dois dias estive no – também – legendário bar Léo e pude constatar sua imensa superioridade em relação ao chope ribeirão-pretano.Por outro lado, méritos para o belíssimo ambiente do Pingüim e para sua impécável conservação. Continua valendo a visita.

    Like

  7. Oláconcordo com voce sobre o chopp do pinguin!tenho uma dica para lhe dar, tambem sou um grand eapreciador de botecos, na cidade de Bauru existem vários deles, mas o melhor chopp eh o do Bar do Portugues, foi considerado o melhor chopp Brahma!tem tambem um chamado Bendito Santo, lá o chopp nao eh tao bom, mas os petiscos sao exelentes!boa viajem a Bauru aproveite.

    Like

  8. É… realmente o bom do Pinguim é o ambiente, já o chopp quanta diferença.Aproveitando o post, Na próxima visita a Ribeirão não deixe de conhecer o Cervejarium. Um boteco local com cerveja e chopp fabricados em Rib. Experimente o chopp de trigo, muito bom.

    Like

  9. Grande Miguelito,como ribeirão-pretano saudoso que sou do ótimo e velho Pinguin, não posso deixar de concordar com você. O Pinguin, infelizmente, já não é mais o mesmo, e faz tempo. Quem é de Ribeirão sabe. Mas o mito (ainda) vive, apesar dos maus tratos que vem recebendo por parte de seus proprietários (que não sei quem são), que descuidaram há alguns anos do chope, bem como da qualidade de suas porções e do atendimento. Mas parabéns pela crítica oportuna e bem-feita. Oxalá ajude para que o velho Pinguin seja resgatado…grande abraço,Tiago (da Puc)

    Like

  10. Estive em Ribeirão preto uns meses atrás e realmente achei que o chopp do Pinguim não estava tudo isso. Achei tanto o do Original como o do Léo melhores. Mas ainda prefiro o do Giovanetti em Campinas. O primeiro Giovanetti, no Largo do Rosário; pois nos demais Giovanettis o chopp é muito gasoso e nem sempre na temperatura ideal.

    Like

  11. Meu amigo, ainda bem que existe alguém que acredita o chopp do Pinguim não é nenhum “tampa de crush”.Pois não é que sai do Nordeste para rever meu pai que pensava ter morrido, há mais de 45 anos, e tava vivinho da silva, morando em Ribeiraõ.Na mala, além da expectativa do encontro a recomendação de tomar um choppinho no Pinguim. Do Centro, mais tradicional, foi a recomendação.Bagagem no Hotel, anciedade debaixo do braço, muita sede na garganta, lá vou eu para o Pinguim, local reservado para o fatídico encontro.Pedi um, bom. Dois, mais ou menos. três razoável. Quatro, passável. Cinco, melhorou a boa vontade!.No sexto em diante, sei não viu! . Não sabia se era minha boca amarga, o azedume do encontro com um grande cara-de-pau, ou o bicho era ruim mesmo.Na dúvida, tomei mais alguns.Confesso, voltei para o Hotel meio cambaleando com o tamanho da conta e do bicho.Tive uma baita diarréia que me acompanhou duarante os três dias que passei na cidade, entre outros chopps do Pinguim.Voltei pra casa sem saber se o Pinguim para mesmo a “Brastemp” do chopp.Ainda bem, que vocês agora estão esclarecendo. Vou ter que voltar para tirar a dúvida.Inté mais ver!

    Like

  12. Meu amigo, ainda bem que existe alguém que acredita o chopp do Pinguim não é nenhum “tampa de crush”.Pois não é que sai do Nordeste para rever meu pai que pensava ter morrido, há mais de 45 anos, e tava vivinho da silva, morando em Ribeiraõ.Na mala, além da expectativa do encontro a recomendação de tomar um choppinho no Pinguim. Do Centro, mais tradicional, foi a recomendação.Bagagem no Hotel, anciedade debaixo do braço, muita sede na garganta, lá vou eu para o Pinguim, local reservado para o fatídico encontro.Pedi um, bom. Dois, mais ou menos. três razoável. Quatro, passável. Cinco, melhorou a boa vontade!.No sexto em diante, sei não viu! . Não sabia se era minha boca amarga, o azedume do encontro com um grande cara-de-pau, ou o bicho era ruim mesmo.Na dúvida, tomei mais alguns.Confesso, voltei para o Hotel meio cambaleando com o tamanho da conta e do bicho.Tive uma baita diarréia que me acompanhou durante os três dias que passei na cidade, entre outros chopps do Pinguim.Voltei pra casa sem saber se o Pinguim para mesmo a “Brastemp” do chopp.Ainda bem, que vocês agora estão esclarecendo. Vou ter que voltar para tirar a dúvida.Inté mais ver!

    Like

  13. Caros Amigos, Fui a Ribeirão Preto conferir o chopp do Pinguim…é verdade!!! é o melhor do Brasil!!!P.sconheço bem o Brasil,eu e minha mulher viajamos muito.

    Like

  14. O chopp do Piguim fica na historia pelo , passado , pelas lendas que foram criadas………..novos locais foram surgindo e se aprimorando………..existe hoje em Marilia tbém no interior de SP uma casa com um chopp de altissima qualidade…..cremoso………na temperatura ideal……..o lugar se chama COPACABANA bar tematico no estilo dos bares cariocas com uma otima culinaria..vale a pena conferir……………

    Like

  15. NOSSAAAA…QUANTA IGNORANCIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA…FICO P. COM ESSAS COISAS SABIA, NÃO ENTENDO, ESSES MONTE DE MERDA ACHAM QUE SÓ A CIDADE GRANDE (SÃO PAULO) TEM COISA BOA, A VÃO LAMBER SABÃO GENTE, PRA COMEÇAR RIBEIRÃO NÃO TEM O PINGUIM COM A “UNICA” ATRAÇÃO TURISTICA, INFORMEM-SE MELHOR POR FAVOR ANTES DE FALAREM ALGO TÁ, PELO MENOS AQUI NÃO TEM TANTA VIOLENCIA, POLUIÇÃO, SUJEIRA, BADERNEIROS, TRANSITO MALUCO COMO SÃO PAULO OK, SOU MIL VZS MORAR EM RIBEIRÃO DO QUE SÃO PAULO, E OLHA QUE NÃO SOU DAUI HÉIM, SÃO DE SAMPA MESMO…EM RELAÇÃO AO CHOOP NÃO TENHO O QUE RECLAMAR E OLHA QUE JÁ VIAJEI MUITO POR AÍ EM VÁRIAS FESTAS EVENTOS, ATÉ OUTROS PAISES, E ACHO O PINGUIM UM ÓTIMO LUGAR, PRA AMIZADES, BEBER CONHECER PESSOAS SIMPÁTICAS, ACOLHEDORAS, BONITAS…É ISSO O QUE TENHO A DIZER, ME DESCULPEM OK, MAS ESSA É MINHA OPNIÃO!!! SIMPLESMENTE!!!BJ

    Like

  16. Caro Marcel,Obrigado por seus comentários. Peço que respeite a opinião deste blogueiro, assim como a de todos que escrevem aqui. A troca de idéias e o debate são saudáveis. As ofensas e xingamentos, porém, são dispensáveis.

    Like

    • Caro Mário,

      Obrigado por seu comentário. Acredite, fiqeui triste por detectar que o chope do Pinguim não era mais o mesmo. E olhe que tomei uma, duas, três tulipas…

      Torço para que esse símbolo da boemia volte aos bons tempos.

      Volte sempre!
      Miguel

      Like

  17. “tomar um chopp no pinguim…”
    agradecemos a observação sobre a ambientação, pois esse é o foco do nosso trabalho, um trabalho calcado no cliente final e em cima de muita pesquisa.
    essa sua observação indica que atingimos nossos objetivos.
    um abraço
    maria teresa

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s