Brasil, 2 graus negativos


Quarta-feira da semana passada, 7 da manhã. Assim que o despertador tocou, liguei a TV no Bom Dia Brasil e, bingo!, a Michele Loretto (a moça do tempo) deu a notícia, ao vivo:
– Em Curitiba os termômetros marcam 1 grau, mas a sensação térmica é de 2 graus negativos.

Como dali a duas horas eu tomaria um voo com destino à capital paranaense, tratei de desencaixotar o meu casaco de frio – na verdade, é mais velho do que eu, já que herdei do meu avô – e segui para o aeroporto.

Pouco antes de aterrissar, o comandante reportou:
– Tempo bom em Curitiba, 6 graus.

Já que eu tinha saído de São Paulo com 10 graus, achei que não sentiria muita diferença. Que nada! Só tirei mesmo o casacão para conduzir a reunião com os jornalistas que desde já estão trabalhando na ediçaõ deste ano de VEJA CURITIBA “Comer & Beber”.

Encerrada a reunião, eu tinha duas horas livres antes de seguir para o aeroporto e pegar o voo de volta à calorenta São Paulo. Por isso, decidi conhecer o Jacobina, bar que no ano passado foi o vencedor em três categorias: boteco, happy hour e para petiscar.

O relógio marcava já 3 da tarde, por isso o salão estava bem vazio. Pude observar com calma os detalhes da decoração: máquinas de escrever antigas, disco de 78 RPM, vitrolas e todo tipo de tralha pendurada na parede, que torna o ambiente bem aconchegante, apesar do frio.

A bem da verdade, o Jacobina não é assim um boteco. Não pude esperar para conferir a happy hour mas tive a chance de experimentar um dos itens da cozinha.

E não me arrependi. Pedi um prato de baião-de-dois que estava absolutamente delicioso. Não cronometrei, mas a refeição chegou à mesa antes dos 8 minutos prometidos no site, caso sejam pedidos os pratos do dia. Queijo bem derretido, linguiça bem temperada, apenas o arroz estava um pouco além do ponto al dente – compreensível, já que era tarde.

Do chopinho não guardo nenhuma lembrança marcante. Na verdade, eu já começava a me preocupar com os 30 e poucos graus que provavelmente iria encontrar em Manaus, no dia seguinte. Dessa breve experiência, conto num próximo texto.

Jacobina. Rua Almirante Tamandaré, 1365, Juvevê, Curitiba, tel. (41) 3016-6111.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s