Giba e o rèchaud com chaminé

IMG_2159

Bar do Giba / Fotos: Miguel Icassatti

Quem é que não gosta de comer aquela picanha servida na chapa de ferro (o réchaud) e ficar virando as fatias de um lado pro outro até chegar ao ponto preferido?

Pois é, a torcida do Santos gosta, mas o problema é que, a depender do vento, a arquibancada volta pra casa cheirando a fumaça e gordura de picanha. É ou não é?

Pois bem, no Bar do Giba, seus problemas acabaram! Taí um botecaço que fica em uma esquina de Moema, num belo casarão antigo. Tem mesinhas na calçada e dois salões, com um balcão no meio e uma bandeira do Santos estendida.

IMG_2158

Na verdade, o Giba nem deixou esse problema do fumacê do rèchaud começar. Ele desenvolveu já há pelo menos uns 20 anos – conheço o Bar do Giba há uns quinze… – uma chaminé portátil, que é colocada sobre o réchaud na hora em que a porção chega à mesa do cliente.

É um barato e funciona!

Além da picanha, o Bar do Giba faz uns pasteizinhos bem gostosos – eu prefiro o de camarão.

Um único senão – e que até faz parte do folclore do bar –, é que a casa não tem cardápio. Os garçons sugerem os petiscos e pratos, você tem de perguntar o preço e tal. Em tempos de celulares e smartphones, acho até que vale gravar o que o garçom fala pra evitar polêmicas na hora de pedir a conta, certo?

Bar do Giba. Avenida Moaci, 574, Moema.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s