O melhor dos botecos do Rio não está no cardápio

Foto: reprodução do site

Por falar em Sting, o meu primeiro grande show na vida foi justamente o dele, em 1987, no estacionamento do Anhembi. Fui com meu tio Walter, morto aos 53 (ele levava o rock a sério demais…). Na verdade eu é quem queria ver o show, ele foi me acompanhando, já que o blogueiro aqui era um molecote de 11 anos. Lembro-me que de casa ao local do show, paramos nuns três botecos para ele tomar umas cervejinhas. Eu me contentava com guaraná, coca, guaraná.

Vinte anos depois, no Rio de Janeiro, uma vez mais vendo Sting ao vivo, a botecagem ficou para o pós-show. Do Maraca, segui de táxi para o Largo do Machado, a fim de conhecer a Adega Portugália.

A dica foi do Jotabê Medeiros, crítico de cultura pop do Estadão, a quem encontrei durante o show e com quem combinei de tomar a saideira.

Naquele pedaço do Rio, entre Catete e Laranjeiras, eu já conhecia o sensacional Café Lamas – dizem que Machado de Assis freqüentava a casa.

Pois a Adega Portugália é tão bacana quanto o Lamas. Nem tanto pela comida ou pela bebida – comemos bolinhos de bacalhau razoáveis e pasteizinhos de camarão e de carne gostosos; o chope, bem, é ruim como o de 99% dos bares do Rio. Sem colarinho, é mal-tirado, servido num copo de vidro grosso.

O que há de primordial nos velhos bares do Rio, como a quase quarentona Adega Portugália, a meu ver, é o astral, o clima, o garçom figura, o freguês falastrão ou de tipo engraçado – itens que não estão listados no cardápio.

Além das mesas sob o terraço de um prédio, a Adega tem dois salões: o do balcão, no qual os fiéis comem e bebem em pé, e o do restaurante, a que se chega após atravessar uma porta vaivém, como a dos filmes de bangue-bangue. Esse é o ambiente mais legal.

Como o Jotabê deu o cano e a minha energia foi acabando lá pelas 2 da manhã, fiquei sem provar o polvo que olhava para mim ali da vitrine do bar.

Na próxima vez que voltar ao Rio, resolvo esse problema.

Adega Portugália. Largo do Machado, 30-A, Catete, Rio de Janeiro, (21) 2558-2821.