Breja e bistrô

Coxinha de rabada: para abrir os trabalhos / Foto: Fernando Moraes

Expert em cervejas, consultor de pubs e chef de cozinha, o australiano Greigor Caisley é a  cabeça, o coração e os braços que comandam o agradabilíssimo Twelve Bistro, aberto cerca de um ano atrás num pedaço ainda imune ao costumeiro fuzuê que toma conta da Vila Madalena.

Para os dias e as noites mais quentes, vale a pena fincar a bandeira na varanda, embora o salão interno, decorado com recortes de um suplemento de culinária de um dominical australiano, seja bem aconchegante, escurinho, bom para ir a dois.

Há doze anos em São Paulo e com a experiência de quem trabalhou em restaurantes londrinos, no Buffet Ginger (de Nina Horta) e no Drake’s Pub, Greg, como todos o chamam, deu, sim, atenção à cozinha sem descuidar da oferta de cervejas na carta de bebidas.

Há cerca de 100 rótulos na lista, importados de uma dúzia de países e de variados tipos. O chope Bamberg Pilsen, produzido em Votorantim (SP), por exemplo, sai a R$ 5,00. A garrafinha de 330 mililitros da fantástica strong golden ale belga Duvel custa R$ 22,00 e a La Trappe Triple, produzida na Holanda, vale R$ 52,00 (750 mililitros).

As cervejas, aliás, são usadas na receita do fish’n chips (robalo frito em massa de cerveja com batata frita, R$ 36,00) e de sobremesas, a exemplo petit gateau com sorvete de Guinness (R$ 14,00), extremamente doce, e do pudim de pão com sorvete de cerveja de frutas vermelhas (R$ 12,00).

No almoço de hoje, eu e dois amigos abrimos os trabalhos com a deliciosa coxinha de rabada e o pastel de cordeiro ao curry e chutney de manga (R$ 16,00 cada porção). Entre os pratos principais, as três pedidas foram aprovadas: bife ancho com batatinha ao murro e mostarda de Dijon (R$ 38,00), robalo em crosta de castanha e coco com purê de banana da terra e molho de gengibre (R$ 42,00) e a fraldinha com purê de batata, uma das opções do menu de almoço da São Paulo Restaurant Week (R$ 31,90, com entrada e sobremesa), evento que termina no domingo, 16.

A quem pensa em aproveitar o último fim de semana do evento, taí uma boa sugestão.

Twelve Bistro. Rua Simão Álvares, 1018, Vila Madalena, tel. (11) 3562-7550, http://www.twelvebistro.com.br.

2000 vezes Frangó

Foto: Ricardo D’Angelo

A partir desta quinta-feira (2), estará à venda no Frangó um lote único da cerveja La Trappe Tripel Reserva Especial Frangó. São duas mil garrafas de 750 ml produzidas no mosteiro de Onze Lieve Vrouwe van Koningshoeven, na Holanda, em comemoração aos 20 anos do bar paulistano.
Uma das raras cervejas do tipo trapista elaboradas fora da Bélgica – não chegam a dez as marcas desse tipo no mundo –, a La Trappe é feita em várias versões. Esta Reserva Especial é uma bebida clara, de alta fermentação e encorpada: tem 8% de álcool. “O aroma e o sabor são complexos, e na degustação aparecem notas cítricas”, comenta Cassio Piccolo, um dos donos do Frangó. “Deve ser degustada a uma temperatura entre 8 e 10 graus.”
O namoro entre a La Trappe e o Frangó começou em abril de 2006. Piccolo foi conhecer a fabricação da cerveja in loco e voltou da Holanda com uma boa novidade: é o único bar a servir, com exclusividade, o chope da marca em São Paulo. Agora, quando a casa completa sua segunda década, a La Trappe envia esta série da cerveja, cujas garrafas têm o rótulo personalizado e texto bilíngue, português e holandês.
Quem quiser degustar a La Trappe Tripel Reserva Especial Frangó diretamente no bar vai pagar R$ 56,00 pela garrafa. Se levar para casa, o valor cai para R$ 47,00. Um presentaço.

Frangó – Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 168, Freguesia do Ó, tel. 3932-4818.